Carlos Silva II, o “benjamim” belenense, confirmou as suas excelentes faculdades para o futebol no jogo com o Porto


«Dois jovens confirmaram no Restelo as suas excelentes faculdades para o futebol. Trata-se de Carlos Silva II, do Belenenses e Noé, do F. C. Porto. As atenções gerais recaíram no pequeno Carlos Silva II, uma das presenças mais singulares no relvado do Restelo, num desafio que estava destinado a forjar singularidades...no plural! O “benjamim” belenense arregalou os olhos numa surpresa muda... - A bola pegava-se à lama. Era um caso sério. Lutei com naturalidade frente ao categorizado adversário que me coube marcar directamente. Com naturalidade, também, encarei a “natureza” deste jogo... Atónito, Carlos Silva II continuava a receber abraços...» In “Sport Ilustrado” de 3 de Dezembro de 1958

Sem comentários: