JOSÉ PEREIRA, o Guarda-Redes das belas imagens fotográficas

Notas biográficas de José Pereira
José Pereira nasceu a 5 de Setembro de 1931, na vila de Torres Vedras.
Iniciou-se nos juniores do Belenenses em 1949-50. Na época de 1951-52 foi cedido ao Grupo Desportivo da Costa da Caparica,
regressando aos "azuis" no ano seguinte.
Na reserva do Belenenses durante algumas épocas (Sério era um "sério" obstáculo ás aspirações do jovem guarda-redes) José Pereira acabou por conquistar definitivamente o lugar.
Jogador valente, de reflexos rápidos, de excelente colocação na baliza, José Pereira distingue-se especialmente pela elegância das sua atitudes - a defender.
Como nenhum outro, José Pereira, lembra o célebre António Roquete.
Nas "bolas altas", então, a "souplesse" do guardião belenense é verdadeiramente notável, como se ilustra neste pequeno documentário da sua vida futebolística.
Uma única vez internacional e pela equipa B, contra o Sarre (vitória por 6-1).
Mas como suplente à selecção, José Pereira esteve já incluído na representação portuguesa nos jogos com o Luxemburgo, a Suécia, a Turquia, o Egipto, e no Lisboa-Madrid (selecções regionais) de Dezembro último.
Pelo Belenenses, José Pereira jogou em Paris (Taça Latina de 1955). na ilha da Madeira e em África.
Com 24 anos apenas, a José Pereira está reservado um futuro que não é difícil prever brilhante.
E daqui por umas quantas épocas mais, não muitas, o guarda-redes de Belém será mais vezes chamado à efectividade, se não perder qualidades, como é de admitir, e antes, as apure.

O Guarda-Redes das belas imagens fotográficas
Porque elegante a defender, estilista de primeira água, José Pereira proporciona aos fotógrafos alguns dos mais bonitos "clichés" e, ao futebol, magníficas, das mais sugestivas fases em que a beleza das imagens parece desafiar os artistas.
Mas, é também verdade, a sua elegância a defender não excluir vigor, antes, em cada lance, José Pereira evidencia a sua forte compleição atlética e a sua coragem como jogador de futebol.

Sem comentários: