A bola que contornou o Cristo-Rei antes de entrar na baliza à guarda do Costa Pereira


"Conversa de todos os dias desde há mais de uma semana. Foi golo; não foi golo; a bola passou assim; a bola não saiu; a bola fez um «S»; a bola descreveu uma curva; a árbitro apitou; não apitou; abriu os braços; mas estava atento; não estava; estava - irra...que é demais!
Para acabar com tanta discussão o nosso colaborador gráfico Manuel Vieira fez a montagem da presente página indo ao local do crime fazer a foto e tracejando a seguir a trajectória da bola desde o pontapé de canto de Matateu (que não estava lá) até entrar nas redes de Costa Pereira (que também não estava lá).
Como se vê pelo tracejado, o esférico tomou a direcção de Almada, contornando o magnífico monumento que ali se ergue, voltou ao Restelo e entrou nas redes.
Entretanto, o árbitro Macedo Pires - que, também não se vê na foto, nem se pode ver, pois está proibido de pisar campos de futebol - apitara (mais ou menos quando a bola se cruzava com um cacilheiro) e o golo não contou, nem pode contar. Mais nada!" In "Sport Ilustrado" de 10 de Fevereiro de 1959
  • Post publicado originalmente em 16/09/2008

Sem comentários: